Perdidos Numa Ilha de Aventuras

Bate uma saudade cada vez que eu penso nesse dia. A gente riu tanto, falou tanto, se divertiu tanto, que o dia pareceu ter umas 80 e poucas horas… E ainda deu pra deixar aquele gostinho de quero mais!

Não dá pra descrever a alegria que é ter a Carolina junto de mim. Sabe, esse dia a gente construiu uma memória tão linda, que tenho certeza que iremos carregar conosco até ficarmos bem velhinhas. 

Deus é tão bom. Sou muito grata por tudo o que Ele me permite viver e mais ainda pelas pessoas maravilhosas que Ele permite que compartilhem essa vida comigo! 

Quero mais! Já estou com saudades! 

“A amizade verdadeira não é inseparável. É estar separado e nada mudar.”

Te amo, Ca. Obrigada por trazer tanto sentido à minha existência.

Gi. 

O Show do Guns

Bom dia! De volta à rotina, e dessa vez por tempo indeterminado! UFA! Esse verão está bombando por aqui, e o Josh e eu quase não paramos em casa. No final de semana nós fomos assistir o Guns ‘n Roses em Chicago e foi uma coisa de loucooo! Que show! 

Fomos com mais três amigos, Lucas, Ale e Xande, e o show foi no Soldier Field, o estádio do Chicago Bears. Alice in Chains abriu, mas o local só abarrotou de gente mesmo por volta das 21h quando o Guns subiu no palco. Uma gritaria generalizada, uma energia contagiante mesmo.

A banda estava incrível, e foi emocionante ver Axl e Slash juntos. Surreal! 

Me perguntaram se eu achei que valeu a pena, e olha, sem sombra de dúvidas sim. O Axl foi maravilhoso, cantou muito, tocou muito (piano) e foi muito carismático com o público, mas apesar de tudo isso quem roubou a cena total foi o Slash, o show foi dele! É impressionante ouvir o cara tocar ao vivo, ele é incansável, brilhou demais. Eu com certeza iria novamente, o show foi incrível.

Claro que o set list foi mega manjado com todos os hits da banda, Welcome to the Jungle, Paradise City, Don’t Cry, Knocking on Heaven’s Door, November Rain e Sweet Child o’ Mine, obviamente. O público vai ao delírio, é uma onda muito doida que só um show assim consegue provocar.

Eles tocaram por duas horas e meia e foi uma super produção desde os efeitos sonoros até os efeitos pirotécnicos, e eu achei que trataram os fãs com carinho o show todo e até na hora de se despedir.

Foi demais, deixou saudade. Feliz de ter mais um showzaço desse no meu currículo hehe…

Gi

Todd’s English P.U.B. – Assistindo Futebol em Las Vegas 

Ontem à noite fui jantar com meus colegas de trabalho no Todd’s Pub, um lugar super legal e aconchegante aqui em Vegas.

Teve jogo ontem, USA x Argentina, e a turma queria assistir. Escolhemos o Todd’s e foi muito bom.

Localizado no The Shops no Crystals – ARIA Las Vegas

Não rolou telão, mas todas as televisões estavam ligadas no jogo de futebol. Minha chefe, que é americana, é louca por futebol (acreditem ou não), então foi bem divertido (bom, não tanto para ela depois do terceiro gol da Argentina), mas para todos nós a comida realmente foi o que valeu a pena.

Eu pedi um grilled bologna que estava sensacional! O prato veio com chips é um cookie, tudo feito na casa (inclusive o bologna que é tipo primo da mortadela).

Eu não bebo, mas morri de rir com as frases nos suplaits da mesa, tanto que tirei uma foto de uma delas:

Não é bem assim, Mr. Sinatra… Rs!

Gi

Deus Ajuda quem Cedo Madruga 

Da varanda do meu quarto no Cosmopolitan, 4:47 AM


Hoje é dia de labuta. Não que qualquer outro dia da semana não tenha sido ou não será, todos foram e serão – menos domingo.

Começo cedo hoje, não sei que horas termino. Mas tudo bem, tá ótimo. Consegui descansar e dormir oito horas então palmas pra mim porque não sei quando isso vai acontecer de novo hahaha! 

Agora vou-me. Desejo a todos uma linda quarta-feira. Usem Pink por mim, ok?

Gi

Um Post das Alturas

Neste exato momento escrevo do avião, em pleno vôo, “observando tudo à distância, vendo como a Terra é pequenininha, como é grande a nossa ignorância e como a nossa vida é mesquinha…” Brincadeiras à parte, por mais que eu viva voando por aí, ainda não cheguei no nível astronauta da vida haha!

É interessante essa coisa toda de viajar a trabalho. Cada um vive uma experiência diferente porque cada profissão exige coisas diferentes, ritmos de trabalho diferentes com prioridades diferentes.

Minhas viagens são sempre de alguns dias, no máximo uma semana (até agora), e eu realmente gosto de poder viajar, sair do escritório, encontrar com os clientes pessoalmente, enfim. É cansativo, mas é bom.

Dessa vez confesso que está um pouco mais “difícil” porque eu acabei de voltar de viagem então ainda não  consegui matar a saudade de casa. Mas tudo bem, no final das contas sempre acaba passando depressa.

Realmente eu estava observando Iowa das Alturas. Passamos por cima de Muscatine, onde meus pais, minha irmã, meu cunhado e minha sogra moram e foi uma visão linda, mas como tudo visto de cima, me pareceu menor do que ela é! Consegui ver o Rio Mississippi poderoso, por um bom tempo. Ele é enorme, parece que não tem fim.

WIN_20160621_142229

É bom poder ter estas visões de ângulos tão diferentes de lugares corriqueiros da nossa vida. Eu olhei Muscatine de cima, mas só no sentido físico mesmo. Esta foi a cidade que me acolheu, que me ensinou a falar um inglês maravilhoso – modéstia a parte, que me formou em três coisas diferentes, que me deu um marido incrível, amigos especiais, empegos agregadores e experiências inesquecíveis. Acima de qualquer coisa, Muscatine foi de todos os lugares que eu vivi, o mais paciente de todos, o que mais soube esperar carinhosamente por ganhar meu respeito, minha simpatia, e finalmente o meu amor.

É por causa de Muscatine que eu amo tanto o Estado de Iowa. Não vivo mais lá, mas ainda a chamo de “home”, porque como dizemos em inglês “home is where the heart is”. Do mesmo jeito que poucos entendem meu amor por Guarulhos, poucos entenderiam o meu amor por Muscatine. É como se o amor por uma cidade menor valesse menos do que o amor por São Paulo ou Nova York. Não. Amor é amor e ponto. Não precisa de justificativa.

Estas oportunidades que eu tenho de refletir nas alturas são sempre muito boas. Esqueço das angústias dos dias anteriores e me atento apenas ao futuro. Olho ao redor e penso o quanto ainda tenho, quero e vou conhecer nesse mundo.

É isso aí, sigo em frente. Trabalhando muito, refletindo muito, sentindo gratidão eterna por tudo e todos que contribuíram para que eu me tornasse quem sou.

Estou voltando para Las Vegas. Com certeza no decorrer da semana irei escrever um post sobre Las Vegas de um ponto de vista trabalhador hahaha!

Uma ótima terça a todos.

Gi

Resumão de Las Vegas – O Que Eu Achei 

Post escrito diretamente do Aeroporto Internacional de McCarran aqui em Las Vegas!

Eu já fiz um post contando sobre os passeios gastronômicos que nós fizemos e agora vou compartilhar com vocês algumas fotos e algumas opiniões a respeito da cidade no geral e baseado no que nós fizemos por aqui.

The Venetian

A grande questão aqui é: vale a pena ir a Las Vegas? Claro que tudo depende do que você gosta de fazer, mas no geral sim, vale a pena. 

Honestamente, Vegas é legal depois das 17h. Vou explicar, por causa das atividades todas e por causa do clima eu me senti muito melhor passeando por lá no final da tarde e noite adentro. Me senti segura andando pela Strip tarde da noite porque o lugar é mega movimentado, a cidade não dorme. Ou melhor, dorme… Entre meio dia e três da tarde.

The Palazzo

Neste horário tudo me pareceu mais tranquilo. Não pegamos fila em lugar nenhum, vimos muitas famílias e conseguimos tirar muitas fotos sem tanta gente andando na nossa frente. Eu não conhecia Vegas por isso não me atentei a essa possibilidade, mas de uma próxima vez eu diria que o plano perfeito para o Josh e eu seria aproveitar a piscina do hotel até umas 15h e só depois ir passear pelos cassinos.

Vale a pena entrar em todos os hotéis pois são todos muito diferentes uns dos outros. A temática e a arquitetura variam muito, mudando bastante o ambiente de cada lugar. Os meus hotéis preferidos foram o Venetian e o Palazzo.

Existem muitas coisas para ver em Vegas que não custam nada. A visita aos flamingos, por exemplo, o show de águas do Bellagio, o vulcão do Mirage, todas são atrações gratuitas.

Há diversos shows e espetáculos para todos os gostos. Nós fomos assistir o Kà by Cirque du Soleil, um dos espetáculos mais lindos que eu já vi, localizado no hotel MGM Grand. 


Las Vegas a noite é uma visão encantadora. Nós ficamos hospedados no Stratosphere, que fica um pouco mais afastado do centro da Strip, mas fiquei muito satisfeita com tudo o que o hotel nos proporcionou.

Falando em estar mais afastado, nós acabamos usando muito o Uber, e foi tudo tranquilo. A única dica que posso dar aqui que é bem válida é que nem todos os hotéis gostam de Uber transitando principalmente perto dos valets. É bom se informar nos hotéis a área correta destinada ao Uber, principalmente o local de ir buscar os passageiros. Em muitos hotéis há uma placa indicando onde o Uber deve pegar e deixar os clientes.

No topo da torre do hotel há um observatório – para o público é cobrado um ingresso, mas o acesso é gratuito para hóspedes. A vista de lá do topo é sensacional.

Lá no topo também tem queda de slingshot e um outro brinquedo que você vai sentado, como num parque de diversões.

Infelizmente nós não fomos até o Grand Canyon por alguns motivos. O passeio leva o dia todo, o ônibus te busca as 5:45 da manhã e são cerca de quatro horas de viagem até lá. Nós só voltaríamos quase 22h, então desanimamos. Sim, há a opção de ir de helicóptero, mas o Josh morre de medo de altura (fazê-lo subir na torre do Stratosphere foi um parto e ele não chegou perto do vidro nem por decreto!).

Nossa viagem foi ótima. Conhecemos lugares incríveis, descansamos, namoramos e demos muita risada. Não poderia ter sido melhor!

Gi

5 Passeios Gastronômicos em Las Vegas

Eu não sei vocês, mas para mim as atrações gastronômicas (para não dizer gordices) são umas das partes mais legais das viagens!

Vou dar aqui cinco dicas que nós adoramos, em quatro hotéis diferentes.

1. Buffet do Bellagio 


Nós fomos jantar lá na nossa primeira noite e adoramos porque são diversas opções de pratos, muitas variedades de sobremesas, as bebidas não alcoólicas são inclusas e a qualidade da comida é bem boa. Juntos nós pagamos $78, mas o Buffet do almoço é mais barato, assim como o Buffet do café da manhã.

2. New York Pizzeria do New York, New York


O atendimento aqui é fast-food, então não tem glamour nenhum. A pizza é gostosa, mas bem engordurada – NY style, gente. O atendimento lá foi ótimo, e é uma opção mais barata também. Nós gastamos $18 com duas fatias gigantes de pizza e dois refrigerantes gigantes também. 

3. Brunch do Stratosphere


O brunch do Stratosphere é ótimo! Tem muitas variedades de pães, bolos, muffins, cookies, frutas, um omelette bar super completo com um chef preparando as omeletes na hora com os condimentos que você escolher, queijos, bacon, sausage, biscuits and gravy, doughnuts, sucos, leite, café… Enfim, tudo o que você pode imaginar. As opções de café da manhã são maiores do que as de almoço para ser um brunch, mas valeu muito a pena. O valor é ótimo, nós dois gastamos $34, o que realmente é um preço mega bom. 

5. Mon Ami Gabi do Paris 


Este restaurante é lindíssimo, ambiente delicioso, serviço ótimo, e comida sensacional. É à la carte, mas as opções e os preços variam bastante. Josh e eu pedimos o mesmo prato, esse Croque Madame, estava super bem feito! Eles servem um pão francês de entrada com uma manteiga deliciosa, então a comida aqui foi aprovadissima. Entre nós dois gastamos $40, sem bebida alcoólica.

5. Roxy’s Diner no Stratosphere 


Na nossa última noite em Vegas decidimos jantar no nosso próprio hotel, e olha… Como é bom se surpreender com as coisas! A gente sabia que não seria ruim, mas não imaginávamos que a noite teria sido tão divertida e a comida tão deliciosa! 

O ambiente total retro dos anos 60, o que eu amo pouco, a animação dos garçons e garçonetes, o atendimento excelente, a criatividade do menu… De verdade, só elogios! Os garçons são cantores, dedicam músicas de época aos clientes, e a gente até viu um casal de noivos (sim, véu, grinalda, buquê e smoking!) dançar sua primeira música depois de casados lá dentro. Foi demais! 

Nós pedimos de sobremesa um bolo de morango com chantilly que não sobrou nada pra contar a história hahaha! No total foram $40 muito bem gastos entre o Josh e eu. 

Foram essas as nossas principais gord…quer dizer, nossos principais passeios gastronômicos em Vegas! 

Gi