Vale a Pena Conferir 

Henrique e eu em 2007

Eu nasci e cresci dentro da igreja evangélica, mas por incrível que pareça tenho um único amigo próximo que carrego até hoje na minha vida. A gente se conheceu com uns 12 anos no Departamento Infantil da Igreja Renascer, onde minha família congregou por muitos anos, e éramos como gato e rato – as memórias mais engraçadas que eu tenho da nossa infância (pré-adolescência) envolvem tênis plataforma e calças baggy que ambos usavam. Se não fosse por um ou dois detalhes, as pessoas pensaríam facilmente que o Henrique e eu éramos irmãos gêmeos (só ele vai rir dessa piada…). 

Não sei porquê, mas os outros amigos o chamam pelo primeiro nome, Raphael, mas eu nunca consegui chamá-lo de outra coisa senão Henrique (além de nossos apelidos “carinhosos”, mas como tudo nessa internet vira polêmica desnecessariamente, melhor não entrar em detalhes). Só que no meio artístico, o cara é conhecido como Dantop – e sim, eu disse meio artístico

Não posso ficar aqui rasgando seda publicamente sobre sua genialidade e talento porque sei que vai sobrar pra mim depois (haha!), mas de verdade, o Henrique é um dos pianistas mais incríveis que eu conheço, por inúmeros motivos. Ele nem sabe que eu estou aqui fazendo um post inteiramente dedicado ao seu talento, ele só sabe que eu pedi permissão para compartilhar aqui um clip do último trabalho que ele mesmo produziu em conjunto com a Mikaélen, uma cantora gospel de Brasília que também canta muito!

A Mika compôs a música toda, super talentosa também, e eu achei que deveria vir aqui mostrar esse trabalho deles para vocês. Eu, Gisele, honestamente não ouço música gospel da atualidade (na verdade não ouço música nenhuma da atualidade), mas essa música tocou meu coração, a letra é linda, a melodia é linda, e os dois arrasaram demais. 

Espero que vocês gostem, e mais uma vez, parabéns Mika e Henrique pelo lindo trabalho! 

Gi

O Show do Guns

Bom dia! De volta à rotina, e dessa vez por tempo indeterminado! UFA! Esse verão está bombando por aqui, e o Josh e eu quase não paramos em casa. No final de semana nós fomos assistir o Guns ‘n Roses em Chicago e foi uma coisa de loucooo! Que show! 

Fomos com mais três amigos, Lucas, Ale e Xande, e o show foi no Soldier Field, o estádio do Chicago Bears. Alice in Chains abriu, mas o local só abarrotou de gente mesmo por volta das 21h quando o Guns subiu no palco. Uma gritaria generalizada, uma energia contagiante mesmo.

A banda estava incrível, e foi emocionante ver Axl e Slash juntos. Surreal! 

Me perguntaram se eu achei que valeu a pena, e olha, sem sombra de dúvidas sim. O Axl foi maravilhoso, cantou muito, tocou muito (piano) e foi muito carismático com o público, mas apesar de tudo isso quem roubou a cena total foi o Slash, o show foi dele! É impressionante ouvir o cara tocar ao vivo, ele é incansável, brilhou demais. Eu com certeza iria novamente, o show foi incrível.

Claro que o set list foi mega manjado com todos os hits da banda, Welcome to the Jungle, Paradise City, Don’t Cry, Knocking on Heaven’s Door, November Rain e Sweet Child o’ Mine, obviamente. O público vai ao delírio, é uma onda muito doida que só um show assim consegue provocar.

Eles tocaram por duas horas e meia e foi uma super produção desde os efeitos sonoros até os efeitos pirotécnicos, e eu achei que trataram os fãs com carinho o show todo e até na hora de se despedir.

Foi demais, deixou saudade. Feliz de ter mais um showzaço desse no meu currículo hehe…

Gi