Dica para Leitura: Desaparecida por Catherine McKenzie


Terminei de ler essa belezinha esta semana. Essa dica é para as meninas e moças de plantão que adoram uma boa história que, obviamente, envolve triângulos amorosos, vida profissional, perdas dolorosas e grandes conquistas.

Emma é uma advogada bem sucedida que perde a mãe, sua única família, que a deixa como herança uma viagem para a África. Emma, relutante, decide honrar a vontade da mãe e, deixando para trás o emprego, o relacionamento e os confortos da vida moderna, embarca em uma viagem que irá mudar completamente o seu destino.

A grande mudança, porém, não acontece na África, e sim na sua volta para casa, quando descobre que em seus longos meses de distância e sem nenhum contato com seu passado, é dada como morta. 

Como recomeçar uma vida do zero? Como retomar relacionamentos e compromissos que foram terminados diante da crença de sua morte?

Como lidar com o fato de que seu apartamento havia sido alugado por um estranho, e ter quase todos os seus pertences jogados no lixo? E quando o tal estranho, Dominic, não é de fato tão estranho assim?

Boa leitura…

(Encontre este livro em PDF aqui)

Anúncios

TOP 5: OS Melhores Livros Lidos em 2016

Uma das minhas metas deste ano era conseguir ler pelo menos 1 livro por mês. Eu sei que, teoricamente, conseguiria ler pelo menos 2 por mês, mas tenho que ser realista – não acho que coseguiria. Mesmo assim, estou muito contente porque consegui cumprir o meu propósito de 12 livros em 2016.

Não vou listar todos eles neste post porque, confesso, não gostei de todos a ponto de querer escrever a respeito deles, e também houve 2 títulos que considero de caráter privado e não gostaria de me expôr aqui neste sentido (ambos são livros relacionados à religião, nada mais!). Entretanto, quero fazer um top 5 com os meus favoritos. Vamos lá:


1. Amigas Para Sempre por Kristin Hannah

Eu entrei em um relacionamento sério com a autora Kristin Hannah este ano. Graças à Carolina, minha melhor amiga, que me presenteou com este livro sensacional, e que acabou me impulsionando a ler tantas outras histórias escritas pela Kristin (como vocês verão futuramente). Este livro, em especial, fala sobre a amizade de duas garotas, Tully e Kate, que se conheceram no início da adolescência, e se tornaram melhores amigas para a vida. Apesar de parecer clichê, a história é absolutamente envolvente, e conta tudo sobre a juventude de ambas, que passa nos anos 80 em Seattle, nos EUA. Entre triângulos amorosos, saídas às escondidas, dilemas sobre carreira e filhos e algumas brigas pesadas, esta é uma história linda, que mostra acima de tudo a cumplicidade, a lealdade e o companheirismo entre duas mulheres que simplesmente não existem sem uma à outra. 

2. Por Toda a Eternidade por Kristin Hannah

Este livro é a continuação de Amigas Para Sempre, e eu honestamente não posso fazer uma descrição muito específica dele sem dar uns bons spoilers! O que eu posso dizer é que neste livro uma das personagens principais, Tully, tem a oportunidade de curar muitos dos seus traumas de infância relacionados à mãe, uma alcoólatra e dependente química que a abandonou ainda criança, e que é a raíz de muitos dos seus problemas (amorosos, sociais, etc). Este livro mostra o outro lado da história de Amigas Para Sempre, e apesar de não exigir a leitura do mesmo antecipadamente, pois faz sentido por sí só, se torna absurdamente mais interessante quando o leitor está totalmente ciente dos fatos que decorrem no primeiro livro. Eu me apaixonei ainda mais pela história depois de ler ambos, e recomendo muito!

3. O Rouxinol por Kristin Hannah

Não, O Rouxinol nada tem a ver com os dois livros mencionados anteriormente. Esta é a história de duas irmãs francesas que vivem na época da Segunda Guerra durante a ocupação dos nazistas no território francês. Uma delas, a caçúla, moradora de Paris, uma rebelde – que fora expulsa de vários internatos graças à sua irreverência e insubordinação – que junta toda sua coragem e se torna uma das mais valentes agentes contra o governo alemão – dentro de todas as suas limitações, e a outra, a mais velha, que é casada e tem uma filha pequena, vivendo no inteiror da França, tem a vida perfeita, dentro de suas limitações, quando se vê sozinha com a filha no momento em que o marido é convocado para o exército. Pouco tempo depois, um comandante alemão irá aquartela-se em sua casa – porém com uma postura e atitude muito avessa ao que ela esperava de um comandante nazista. Entre conflitos morais, políticos, e vivendo vidas totalmente opostas, as duas irmãs seguem uma jornada emocionante e muito inesperada. Este livro realmente é um daqueles quase impossíveis de desgrudar. Terminei a leitura em poucos dias, e fiquei deprimida quando a história chegou ao fim, pois queria mais, mais e mais! 

4. Como Ser Mulher por Caitlin Moran

Chegamos a um outro estilo de literatura. Pense num livro que te faz GARGALHAR e CHORAR tudo junto e misturado! De verdade, quando li o título achei que o livro não seria interessante. A verdade é que decidi fazer uma tentativa por puro tédio – precisava ler qualquer coisa. E, sério, TODAS AS MULHERES DO MUNDO DEVEM LÊ-LO! Não, eu não concordo necessariamente com tudo o que a autora escreve. Mas tento sempre partir do pressuposto de que existe um contexto para tudo o que está sendo apresentado, e que é quase sempre impossível relatar 100% deste contexto em um livro de algumas centenas de páginas (no caso deste, um livro curto). Só que eu realmente achei muito interessante a maneira como a autora aborda tantos dos nossos dilemas femininos, desde a primeira menstruação, a primeira vez depilando as pernas com uma lâmina (eu rolava de rir, é tudo tão familiar!!!), às questões mais sérias da vida, como a maternidade, o aborto, o casamento…. Bom, eu não consigo explicar tudo como deveria, então deixo aqui o índice do livro para que vocês, mulheres, possam realmente entender do que eu estou tentando escrever:

Prólogo — O pior aniversário de todos os tempos

1. Começo a sangrar!

2. Fico peluda!

3. Não sei como chamar meus seios!

4. Sou feminista!

5. Preciso de um sutiã!

6. Sou gorda!

7. Descubro o machismo!

8. Estou apaixonada!

9. Vou a um clube de striptease!

10. Eu me caso!

11. Entro na moda!

12. Por que ter filhos

13. Por que não ter filhos

14. Modelos de comportamento e o que fazer com eles 

15. Aborto 

16. Intervenção

De verdade, de coração, LEIA ESTE LIVRO!

5. Entre Lençóis por Kevin Leman

Este último, porém não menos importante, muito pelo contrário, talvez o mais importante de todos eles, é um livro que também comecei a ler acidentalmente. Aviso: este é um livro estritamente para pessoas CASADAS! – Sim, é o que o autor, Dr. Kevin Leman, aconselha, e de certa forma eu concordo com ele por vários motivos. Mas se você está prestes a casar, leia-o também. É um livro que fala sobre a intimidade sexual do casamento de um ponto de vista absolutamente sensacional. Eu aprendi muito sobre mim e sobre meu esposo lendo este livro. Aprendi muitas coisas de fundo totalmente emocional, que me ajudaram demais a melhorar meu casamento – veja bem, TODO casamento pode e DEVE ser melhorado! Então deixemos a ignorância de lado, e façamos algo de bom e produtivo para nossa própria vida – devemos investir no nosso casamento, sempre! Este livro eu também recomendo DEMAIS, não importa se você está na casa dos 20, 30, 40, 50, 60 anos… ou mais! Além de ser muito divertido, é uma visão limpa e objetiva sobre o casamento (especificamente sobre a intimidade do casamento), sobre a questão do homem x mulher, sobre nossas atitudes e sentimentos como indivíduos e como casal. Recomendo mil vezes! 

Para quem tiver o interesse, eu sempre leio estes e outros livros pelo site https://lelivros.pro/ – passem lá! (Não é jabá, é pura camaradagem).

Espero que tenham curtido as dicas e fico eu, agora, no aguardo de sugestões vindas de vocês!

Boa leitura!

Gi