Como foi mudar para os EUA

Feliz sexta-feira! Sexta é dia de video de bate-papo, e o video de hoje é o primeiro de uma leva que – se for de interesse da maioria – pretendo fazer contando mais detalhes a respeito da minha mudança do Brasil para os EUA.

É claro que tenho milhares de histórias para contar, afinal, como já escrevi aqui mais de mil vezes, ano que vem faço DEZ ANOS DE AMÉRICA! Acho que é um número tão inacreditável que preciso repetí-lo para conseguir assimilar. 

As histórias da época da mudança são uma mistura de comédia e drama. Acho que é assim na vida de todos os imigrantes, deixar o país de origem é sempre triste, mas começar uma nova vida em um lugar totalmente desconhecido (lembre-se, eu saí de Guarulhos, São Paulo, para viver em Muscatine, Iowa!) é um processo cheio de curiosidades, micos, e momentos inesquecíveis.

Inesquecíveis também são as lembranças da “antiga vida”. Até hoje tenho sonhos e me pego pensando em como tudo costumava ser. Coincidentemente, quando abri meu TimeHop (app que mostra todas as suas postagens no Facebook do dia de hoje nos anos anteriores), me deparei com essas linhas, escritas há cinco anos:

Uma postagem minha no Facebook de 5 anos atras


Todo processo de adaptação é cheio de altos e baixos, e acho que é quase impossível não sentir falta da nossa antiga casa, de não sonhar com as pessoas, os animais, os lugares que amamos, enfim, é um mix muito grande de sensações, emoções e pensamentos, seja quando estamos dormindo ou quando estamos acordados (sabe aquelas ocasiões que você está fazendo algo no piloto automático e simplesmente esquece onde está?).

Gostaria muito de continuar compartilhando estes momentos com vocês, e gostaria também de pedir que me guiem sobre os assuntos que mais interessam a respeito desse tema. Acho que posso ajudar alguém através das minhas experiências.

Um ótimo final de semana a todos!

Anúncios