A Corrida, o Corpo e a Cabeça (não necessariamente nesta ordem)

Será que existe um jeito de começar um post de blog narcisista sem ser através da palavra “Eu”? Houve uma, duas, três tentativas de iniciar este parágrafo aqui, todas elas atacadas pelo backspace na esperança de um texto mais altruísta (e menos egocêntrico), mas quais as chances disso acontecer se tudo o que é escrito aqui gira em torno de uma coisa – pessoa – só?

Vamos lá: eu tentei. Tentei escrever uma história mais cheia de nós do que eus, tentei. E falhei, miseravelmente.

Estou aqui para falar a respeito da corrida, do meu corpo e da minha cabeça. Comecemos pelo fim, apenas para facilitar o percurso intelectual de quem vos escreve.

A cabeça continua a mil. Quando acho que tudo começou a fazer sentido nessa minha vida, acontece aquela típica erupção de pensamentos e questionamentos e tormentos e não sei mais quantos entos… Aceitei algumas das minhas infelicidades, não no sentido do comodismo, mas no sentido de “pois é, aquilo ali está mesmo uma merda”. E eu não consigo deixar para lá. Então comecei a revirar as coisas, e estou deixando todos ao meu redor um pouco malucos também. Isso aí é a cabeça.

O corpo? O corpo vai bem, vai ótimo! Agosto tem sido um mês especial para o corpo. Estou na minha melhor forma física, perdi mais peso, perdi roupas, até minha aliança de casamento estou prestes a perder (literalmente, escapa do dedo, um perigo). Me olho no espelho constantemente. Não é só o blog que é narcisista, afinal. Reparei que minhas bochechas sofreram uma bichectomia natural. Quando escovo os dentes, dá pra reparar. O corpo está feliz. O corpo se olha, se enxerga, e agora gosta de biquíni (e está sofrendo com o fim deste verão). Isso aí é o corpo.

A corrida, bom, é um caso à parte. Obviamente, demora-se uma vida (ou o que parece tanto tempo assim) para começar a apreciar o ato de correr. Correr é sofrido. Correr deixa o cérebro perdido, confuso, em guerra. O meu, pelo menos. Eu continuo correndo, continuo tentando, mas não me animei a fazer mais nenhuma prova de rua, pelo menos por enquanto. A grande novidade da corrida é que eu comprei uma bicicleta… Isso aí é a corrida.

Bom, agora que estamos ao par de toda situação, vou embora. Se alguém tiver algum conselho, mande uma cartinha.

Gucci & Eu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s