Medo Não Existe

Se houvesse uma fórmula tiro e queda para que conseguíssemos percorrer a jornada da vida sabendo como driblar todas as surpresas que aparecessem na nossa frente, talvez tudo seria bem mais fácil. Mas a verdade é que nós temos que dar graças a Deus por esta fórmula não existir. As surpresas da vida nos fazem crescer, e nós precisamos disso.

Sem tabus, vamos falar sobre o medo. O medo de tudo. O medo de viver, o medo de morrer, o medo do passado, o medo do futuro, o medo do fracasso, o medo do sucesso, o medo de não saber o que fazer de nossas vidas, o medo de saber exatamente quem somos e o que queremos. Existe medo em tudo, existe medo na tristeza e existe também medo na felicidade.

Mas afinal, o que é o tal do medo? Pavor? Insegurança? Susto? Ameaça? Incerteza? Temor? Repugnância? Ignorância? Sim, ele se presta a todos estes papéis. Mas o medo em sí, nada mais é do que uma bóia emocional, inventada por nós mesmos. O medo nada mais é que uma idéia colocada homeopaticamente dentro de nós. Começa quase sempre que sem a intenção de ser medo – mas é uma idéia que se finca dentro de todos nós: o medo é a imposição de uma limitação.

Não faça isso, senão vai apanhar!”. A dor física das palmadas limita a atitude de uma criança. Ela pensa na dor, no susto, e fica com medo. Aquela lembrança, aquele pensamento, trazido à tona constantemente, torna-se uma mentalidade. Inventamos o medo cedo demais em nossas vidas, e com o passar dos anos, apenas aprendemos a deixá-lo maior, mais intenso, ao invés de fazer o contrário e treinar nossas mentes a entender que não há medo, há limitações, e que nós temos todo o poder de controlá-las.

Se sua vida mudasse hoje da água para o vinho, se você acordasse hoje com a grande surpresa de que iria viver em outro país, em um lugar onde nunca esteve, convivendo com pessoas que você não faz idéia quem sejam, longe da vida cômoda que você tem agora, você teria medo? Provavelmente sim. O mesmo aconteceria se você precisasse mudar de bairro, por exemplo. Mesmo sendo a mesma cidade, o medo estaria lá. Se fosse transferido de empresa, do escritório da zona Norte para o escritório da zona Sul, mesmo sendo a mesma companhia, o medo estaria lá. O medo da mudança estaria lá.

As mudanças são inevitáveis. Isso é fato. Mas podemos sim evitar o medo. Podemos refletir a respeito da situação toda, e traçar linhas do que são de fato as coisas que nos limitam – não o medo, mas o que está por trás dele, e fazermos então a seguinte pergunta: “eu sou capaz de controlar esta situação?”. Tenho certeza de que 99.9% das vezes a resposta será SIM. Lembrando que fugir não é uma opção, e sim mais uma face do medo.

Nós podemos sim driblar as surpresas da vida. Podemos sim ser vitoriosos em novas situações e conseguiremos sim encarar as mudanças como algo maravilhoso para nossas vidas. O medo não domina, o que domina é a perseverança. É preciso coragem nesta vida cheia de surpresas, e tudo vem para nos fortalecer.

Medo não existe. Coragem sim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s