O Lado Bom de Escorregar na Dieta

Primeiro de tudo, apesar do título deste texto, que fique claro: o Vigilantes do Peso não é uma dieta. Mas o que quero compartilhar aqui pode ajudar outras pessoas que possam estar vivendo uma dieta neste momento.

Eu já expliquei aqui que o VP, ou em inglês Weight Watchers, usa um trocadilho interessante – It’s not a diet, it’s a live-it! Ou seja, não é uma dieta (“die it”, no trocadilho), e sim um estilo de vida.

Como também já relatei aqui, houve dois meses deste ano que eu simplesmente não segui o plano do VP. Junho e Julho foram meses nutricionalmente “sabáticos” (para não dizer desastrosos!) e eu ganhei 4.5lbs (o equivalente a 2 kg) dos quase 18 lbs que havia perdido. Pois é, este não foi um escorregão, e sim um belo de um capote!

Mas o que significou para mim dar este tempo no VP? Isso me ajudou de alguma forma? O que eu posso aprender com essa experiência?

Sim, é isso que importa. As lições que tiramos de nossas falhas e erros. Apesar de ter sido uma decisão minha pausar o VP por dois meses – graças às inúmeras desculpas que eu dei a mim mesma, o que aconteceu foi bom por alguns motivos.

Primeiro: eu aprendi a valorizar o meu sacrifício. Claro que há sacrifícios no VP! A gente pode comer de tudo, mas em porções absolutamente controladas, e sempre pensando na lei da compensação (se vou comer pizza na janta, meu almoço será salada), e assim por diante. O VP é como um AA para pessoas viciadas em comer. Temos que levar o programa um dia de cada vez, refeição após refeição, e assim veremos os resultados do nosso esforço, a curto, médio e longo prazo.

Segundo: eu descobri que nem todas as tentações valem a pena. Comer a té o estômago doer é uma sensação horrorosa. Sentir um leve refluxo é uma sensação horrorosa. O peso que dá na consciência depois disso tudo, que é muito maior que o peso da balança, é uma sensação horrorosa. Ou seja, no final não vale a pena trucidar todo o meu esforço comendo o que não devo em uma quantidade anormal para depois me sentir assim, horrorosa!

Terceiro: eu percebi que as comidas que eu gosto sempre estarão lá, e não irão fugir ou desaparecer simplesmente porque eu decidi não devorá-las naquele momento. Muitas vezes a gente come o que não deve e não está nem com fome e nem mesmo com vontade de comer aquilo, mas come mesmo assim, como se aquela fosse a ultima oportunidade da nossa vida de poder degustar daquilo. Não há necessidade de agir assim. A mesma padaria que vende a coxinha e o sonho agora vai continuar vendendo daqui 1 semana, 1 mês, até mesmo 1 ano. Não preciso me matar e comer algo só porque está na minha frente. Posso simplesmente aguardar uma oportunidade talvez especial para apreciar uma comida mais pesada, onde eu esteja preparada para comer aquilo sem ultrapassar meus pontos diários (VP) ou sem me sentir culpada.

Quarto: eu não desisti de mim. Mesmo capotando assim, não desisti. Poderia simplesmente ter abandonado totalmente o programa, ter deixado de pagar minha mensalidade, e esquecer que algum dia tentei mudar minha situação. Com certeza demoraria muito menos do que seis meses para ganhar todo o peso eliminado desde janeiro, mas quem se importaria com isso? Pois é. Eu me importei. Eu decidi que minha saúde e meu bem estar valem muito mais do que a minha vontade de comer. Não desisti.

A conclusão disso tudo é que o mês de Agosto está sendo maravilhoso para mim. Eu deixei o açúcar de lado, segui o programa à risca, e com certeza até o final dele terei eliminado os 4.5 lb ganhos por completo.

Acho que o verdadeiro significado da palavra foco é este. É você entender que irá falhar, mas nunca desistir, e cima de tudo aprender com seus erros para tornar-se ainda mais forte e determinado.

Eu não sei quanto tempo irá levar para que eu consiga chegar à meta de peso eu eu estabeleci, mas não me importo que demore. Só espero conseguir manter minha mentalidade firme como está agora, valorizando o aprendizado do percurso ao invés de me importar apenas com a linha de chegada.

Gi

Anúncios

2 comentários sobre “O Lado Bom de Escorregar na Dieta

  1. Parabéns Gi! de verdade, parabéns… isso pois não é nada simples seguir qualquer tipo de “contra-fluxo”, ainda mais os que adoramos. E também por conseguir se analisar e perceber coisas que não te fazem bem e corrigi-las. E por fim, obrigada pela motivação ;). Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gi, você é uma linda! Adorei esse post! Foi bem o que eu estava precisando ler. Você é maravilhosa e admiro muito tanto sua força de vontade quanto sua forma de encarar os as falhas, afinal ninguém acerta o tempo todo. Você é verdadeira e isso é um diferencial sensacional nesse mundo de redes sociais. Eu andava frustrada, neurótica com dieta e me sentindo uma fracassada a caca pisada de jaca, mas você me fez em duas coisas que acho que se complementam: como ter mais força de vontade para não errar e ao mesmo tempo como encarar o erro de forma mais positiva, mais saudável. Parabéns, Gi! E força sempre!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s