Trinta Anos e Dois Meses 

E o que será que estes dois meses me ensinaram?

Sabe, uma pessoa muito querida comentou em um video meu que idade não importa, que não passa de um número, e que ela vive a vida dela sem se preocupar a mínima com isso. Sim, ela é mais velha do que eu, acho que poderia ser minha mãe, e apesar de concordar totalmente com o que ela disse, penso também que este tipo de filosofia só começa a fazer sentido mesmo quando entramos na casa dos “enta”. Digo isso porque acredito cegamente que é só a partir de então que a vida, num contexto geral, passa a fazer sentido como deveria acontecer sempre. Acho que é quando se entra na casa dos “enta” que certas idéias passam com mais frequência na nossa cabeça – como a idéia da morte, por exemplo. E deste ponto em diante, tudo passa a ter mais valor, tudo passa a ser apreciado, tudo o que realmente importa – e os números (a idade) não entram nesta categoria.

Mas vamos falar dos “enta” quando eles chegarem. Por enquanto, falemos dos trinta. Nesses últimos dois meses eu passei por algumas sensações incrivelmente novas. Uma delas, por exemplo, foi me tornar ciente das minhas ações. Parece bobagem, mas não é. Desde que fiz aniversário eu sinto que penso mais antes de agir, e calculo melhor as consequências dos meus atos. O fato de não ter abandonado o Vigilantes do Peso é um excelente exemplo disso. Quando entrei de férias em junho, passei o mês todo fora da dieta, e em julho, graças aos feriados e compromissos de trabalho, encontrei inúmeras desculpas para não voltar com ele. Mas dessa vez eu sabia que não poderia desistir. Não sei como, mas simplesmente sabia.

As preocupações com a saúde e o bem estar passaram a ter mais importância. Neste quesito, eu literalmente me coloquei em primeiro lugar. Consegui seguir em frente, e hoje me sinto muito mais forte por não ter desistido. É como se a contagem dos dias tivesse mais significado, e eu soubesse que cada dia que passa conta mesmo, não tem replay. Você vive aquele dia uma só vez e acabou. Antes, eu realmente não pensava muito nisso.

Outra coisa que mudou foi a minha abordagem quanto a certos assuntos delicados. Eu consegui, finalmente, me livrar da pele adolescente que encobria meus pensamentos e experiências com Deus, sempre tomando como base a vida dos outros, as crenças dos outros e as experiências dos outros. Deus está me fortelecendo para que eu chegue até Ele todos os dias traçando o meu próprio caminho espiritual. Independente do que isso pareça ser, não tire conclusões precipitadas – não é o que parece. Mas antes, eu ficaria horas aqui tentando me explicar e me esforçando para que os outros entendessem os meus motivos, ou simplesmente fingiria que nada daquilo estava acontecendo e nem tocaria nesse assunto. Agora não. Agora eu tenho um pensamento, vivo uma experiência, e não sinto a necessidade de compartilhá-la ou explicá-la a ninguém. É linha direta, entre Deus e eu.

Por último, porém não menos importante, está a minha coragem. Hoje me sinto tão corajosa em realizar coisas que eu temia muito! Ainda é cedo demais para contar, mas dei início a um projeto que significa muito para mim e que eu, honestamente, nunca achei que fosse acontecer. Na verdade, até achei que sim, talvez, em uma remota possibilidade, mas antes dos trinta era como se eu tivesse a vida inteira para colocá-lo em prática, e hoje vejo que não. Se quero algo, preciso fazer acontecer! Depende de mim, única e exclusivamente de mim! Perdi o medo de encarar esta realidade.

Em suma, é isso. Se a cada dois meses eu evoluir assim, serei uma velhinha de 35 anos feliz e realizada hahahaha! Claro que não é isso que honestamente acredito que aconteça, afinal só as experiências nos levam à maturidade plena, mas a coisa anda melhor do que eu esperava.

Gi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s