Etiqueta do Hóspede: 3 Coisas pra Fazer e 3 Coisas para Evitar

Férias chegando? Viagem à vista? Vai passar uns dias na casa de amigos? Eu tenho umas dicas legais pra você.

Josh e eu já ficamos hospedados algumas vezes em casas de amigos viajando a passeio. Não é uma situação incomum para ninguém, ou seja, a maioria das pessoas já passou por essa experiência, mas mesmo assim acho legal escrever sobre algumas idéias, ou melhor, algumas dicas de como fazer com que a experiência seja proveitosa e confortável para ambos, anfitrião e hóspede.

O Que Fazer 👍🏻


1- Planejar é preciso!

Coisas básicas como o dia e a hora que você vai chegar na casa da pessoa parecem detalhes simples, mas podem fazer muita diferença. Comece o passeio com o pé direito. Leve em consideração a rotina da casa em que você irá se hospedar, ou seja, o dia da semana e o horário mais conveniente dentro do possível (é claro que as variáveis mudam, se você viaja de carro ou de avião, por exemplo, mas quanto mais apropriado o itinerário, melhor).

Converse com seus amigos a respeito dos dias que você pretende ficar da maneira mais precisa possível. Também é legal falar sobre os passeios e atividades que pretendem fazer e sobre como irão se locomover (incluindo os gastos, no geral, e se oferecer a cooperar com o que for necessário). Não deixe para pensar nisso quando já está lá para evitar frustrações.

2- Ajuste-se à rotina da casa

É legal ter uma atitude positiva o tempo todo quando se está hospedado na casa de um amigo, e isso pode ser demonstrado de várias maneiras, como por exemplo seguindo o rítmo e os horários da casa (cuidado com banhos looongos demais!), o estilo de alimentação e até mesmo os programas de TV que eles gostam de assistir. É claro que dependendo da proximidade que você tenha com os anfitriões, isso pode variar um pouco, e talvez a sua rotina seja muito parecida com a deles, o que ajuda muito. Mas no geral, é bacana ter esse tipo de “radar” e agir naturalmente, dançar conforme a música.

3- Deixe tudo como encontrou

Isso é muito importante, e exige um certo nível de atenção – mas é só ter bom senso. Deixar o cômodo que você está dormindo e o banheiro que está usando o mais organizado e limpo possível. Usou um copo? Lave, seque e guarde no lugar. Não custa nada, e é uma demonstração de respeito. Os afazeres domésticos não param e nem todo mundo tem uma secretária que limpe e arrume todos os dias, então tomar a iniciativa de lavar a louça após as refeições, ajudar a colocar e tirar a mesa, por exemplo, são coisas mínimas, mas que ajudam muito quem está te recebendo. Você pode sempre se oferecer para cozinhar, ou pelo menos ajudar quem está cozinhando. O importante é deixar sempre as coisas no lugar quando terminar, e principalmente antes de ir embora.


O Que Evitar 👎🏻

1. Chegar de mãos vazias

É uma indelicadeza chegar na casa de qualquer pessoa para se hospedar de mãos vazias. O anfitrião não deve esperar receber um presente, mas o hóspede deve sempre levar um agrado – e isso vai variar com o gosto e a intimidade que você tem com eles. Também pode variar por causa do meio que você irá chegar na casa do amigo – se viajar de avião, por exemplo, há restrições. Mas algumas idéias que posso sugerir são, por exemplo, uma garrafa de vinho, flores, um ítem de decoração para a casa, ou algum souvenir diferente se você vem de longe (outro estado, outro país, etc).

2. Se intrometer em assuntos alheios

Isso pode acontecer mais facilmente dependendo do tempo de estadia que você terá na casa do amigo. Quanto mais tempo, mais natural que você se sinta parte da casa e da família, pois quando nos sentimos à vontade, acabamos tomando mais liberdade com tudo. Não que isso seja algo ruim, mas não significa que você tem o direito de opinar, ou antes, de participar em assuntos íntimos, alheios daquela família. Palpitar é quase sempre uma péssima idéia. Se eventualmente surge uma discussão a respeito de algo que não é da sua conta, você pode (e deve) simplesmente pedir licença e se retirar, numa boa. Respeitar a privacidade da família pode ser um desafio já que você está lá, comendo, dormindo, o tempo todo junto deles, mas é essencial.

3. Se comportar como se estivesse na sua prórpia casa

Nós brasileiros temos muito essa idéia de querer com que nossas visitas sintam-se totalmente à vontade nas nossas casas, e isso é ótimo. Mas ficar à vontade não significa agir como se estivéssemos na nossa própria casa, muito pelo contrário. Significa que você tem a liberdade de fazer parte, temporariamente, das vidas daquelas pessoas. É uma oportunidade de ouro de nos aproximarmos mais de quem gostamos, e de conhecermos mais ainda uns aos outros. Mas não sigifica ter a liberdade de agir como se não houvesse outras pessoas à nossa volta. Mesmo que você esteja hospedado na casa de um parente, é preciso saber estabelecer e respeitar o limite de tudo. Isso faz com que o relacionamento entre vocês seja preservado, para não dizer melhorado!

Estas são poucas dicas mas que na minha opinião ajudam muito na hora da gente se preparar para ficar na casa de alguém e fazer com que esta experiência apenas venha a agregar na vida de todos.

Podemos sempre aprender muito quando temos a chance de conviver, ainda que por poucos dias, com pessoas diferentes de nós – por mais semelhantes que pareçam ser os nossos hábitos.

Gi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s