VP: 16 Semanas de Saúde

Falemos de saúde. Falemos de peso. Falemos, portanto, da minha caminhada.

Há 16 semanas, vivendo agora a 17a., dei início à minha jornada junto aos Vigilantes do Peso (“VP”, e em inglês, Weight Watchers, “WW”). Como já contei outras vezes, tenho um problema sério de pressão alta. O pico, no começo deste ano, foi 18 x 14. Desespero total, ainda mais porque não tenho nem 30 anos!

Decidi que era hora de mudar, de me responsabilizar pela minha situação, e de realmente me olhar no espelho – afinal de contas sou mulher e quero ser magra! Não, não fujo à regra!

Só que meu problema é primeiramente cardíaco, deixando a estética em segundo plano. Mas a verdade é que quando a gente passa a comer direito, dormir direito e fazer uns exercícios, a gente naturalmente afina, né? Uma bela consequência.

Frase que me inspirou a querer mudar meus hábitos alimentares.

Sobre o programa – VP: pontos. Você come pontos. O VP tem uma teoria meio ‘bíblica’ onde “tudo lhe é permitido, mas nem tudo lhe convém” – ou seja, nada é proibido, mas certas coisas são preferencialmente evitadas. O que vale na contagem dos pontos, na minha opinião, é a famosa lei da compensação: se vai comer gordice em uma das refeições principais, pega leve em todas as outras naquele dia.

O mais prático é dividir os pontos totais do dia por 3 refeições – café da manhã, almoço e janta – e entre cada refeição, se der fome, comer alimentos de 0 pontos (no geral todas as frutas, legumes, verduras, gelatina diet, etc, são 0 pontos).

Dá pra comer arroz e feijão todo dia com o VP?” DÁ! Vou dar um exemplo: eu posso comer 30 pontos por dia, certo? Meio copo de feijão são 3 pontos e meio copo de arroz branco são 3 pontos (preparados sem adição de óleo). Ou seja, considerando uma média de 10 pontos por refeição principal, um prato com esta quantidade de arroz, feijão, e uma proteína animal (carne, frango ou peixe), vamos dizer, um filé de tamanho médio, e mais uma salada de acompanhamento, dá estes 10 pontos. Juro, só passa fome com o VP quem quer – resultado de má gestão dos pontos. O segredo é sempre planejar as refeições com antecedência para evitar apertos.

E quanto você emagreceu até agora, Gi?” Até minha última pesagem eu perdi 17 lbs (cerca de 8 kg). Não, não é uma perda de peso rápida no meu caso, e isso varia muito de pessoa para pessoa, e também da maneira como você leva o programa – além dos 30 pontos diários, eu tenho 35 pontos extras por semana e posso decidir usá-los ou não. Eu nem sempre levo os pontos à risca – quando tenho uma comemoração, por exemplo, como coisas leves durante o dia mas a noite não conto os pontos, apenas tento fazer escolhas menos exageradas e com porções menores. Não quero virar escrava de dieta, e sim encarar o VP como uma absoluta re-educação alimentar (que de fato é a proposta do programa).

A alimentação é variada, o que conta é a criatividade. A academia tem ajudado a manter o foco, e o Lucas também!

Você poderia estar perdendo peso mais rápido?” Talvez. Mas quanto mais restrições eu me impor, maiores as chances de não conseguir segurar a onda quando alcançar meu peso desejado, e então voltar a engordar. Quero que meu corpo entenda que “tudo bem comer uma fatia de bolo, não vai matar, mas você não precisa repetí-la”. Aprender então a me satisfazer, ou seja, matar a vontade das coisas sem enfiar o pé na jaca.

E como é que você sabe os pontos de cada alimento?” Bom, aqui nos EUA o VP tem um aplicativo que calcula tudo pra você, inclusive comidas de restaurantes, receitas, etc. Mega prático.

Então é como outros aplicativos gratuitos, como o My Fitness Pal, por exemplo?” Não.

Vou explicar, o VP não conta puramente as calorias de cada alimento. O que vale são os nutrientes primeiramente, e depois o número de calorias. Um exemplo: uma banana média tem 120 kcal, e 6 mini biscoitinhos de sal também tem 120 kcal. Entretanto, o valor nutricional da banana é superior ao dos biscoitinhos, fazendo com que a banana seja 0 pontos e os 6 biscoitinhos sejam 3 pontos. Ou seja, o programa te induz a fazer escolhas mais saudáveis que vão além da contagem de calorias.

Gi, onde você encontra motivação para continuar?” Pois é, não é uma coisa fácil. Dizer NÃO a sí mesmo não é algo simples. Obviamente, minha pressão estabilizada é um grande fator que me motiva a continuar. Mas além disso, o VP Americano desenvolveu uma plataforma de mídia social chamada Connect, exclusiva para participantes do programa. Sua interface é muito similar ao Instagram, e você pode seguir usuários, deixar comentários e curtir postagens (elas não necessariamente precisam ter fotos, podem ter apenas texto). É impressionante o quanto as pessoas se ajudam e se apoiam no Connect. É como se a gente não precisasse se preocupar em não ser compreendido quanto às nossas conquistas, frustrações e dúvidas. Depois, se quiserem, posso fazer um post só contado a respeito do Connect.

Interface do aplicativo do Weight Watchers americano e do Connect. Eu posto diariamente por lá!

E custa caro, Gi?” Nos EUA não. Cerca de US$10.00 por semana para o plano que eu utilizo, que inclui o aplicativo online e as reuniões semanais em grupo (que eu adoro, e que se vocês quiserem saber mais posso contar em outro post também).

Acho que consegui passar bastante informação no post de hoje, mas tem muito mais a ser dito a respeito do programa e da minha experiência. Se quiserem, deixem as dúvidas nos comentários e assim poderei elaborar um post novo mais focado no que vocês querem saber primeiro.

Espero que tenham gostado!

G.

Anúncios

9 comentários sobre “VP: 16 Semanas de Saúde

  1. Gi, que legal!!! Parabéns pela iniciativa!!
    Eu comecei a fazer dieta por causa de pressão alta, minha pressão foi 18/9 um baita susto e eu acabei de fazer 20 anos!!
    Estou em choque e desespero total!! Não sou hipertensa mas corro o risco de ser se não mudar meu hábito de viva, então tirei a bunda do sofá e já comecei a correr atrás do prejuízo e já vou marcar o cardiologista.
    Você é um grande incentivo para mim e para muitas pessoas!!
    Um grande beijo ;*

    Curtido por 1 pessoa

    • Thamara! Cuide muito bem desse coração que é muito preciso. Nossa saúde deve vir em primeiro lugar sempre. Há fatores que influenciam muito nossa pressão, a genética é o maior deles. No meu caso é assim, todos cardíacos! Temos que tornar a boa alimentação e o exercício físico parte da nossa rotina agora para evitarmos problemas no futuro! Um beijo enorme e muito obrigada pelo seu carinho! Gi

      Curtir

    • Samia, nunca desista de tentar! Cuidar da nossa saúde é uma das poucas coisas que realmente valem a pena na vida, quando se trata de coisas que fazemos para nós mesmos. Nós mulheres às vezes não poupamos esforços para nos mantermos bonitas por fora, mas às vezes o que a gente precisa mesmo é de se cuidar de dentro pra fora. Se anime, querida! Cuide-se! Você merece isso! Beijos! Gi

      Curtir

  2. Obrigada pela sua resposta ao meu desabafo no outro post. Estou nessa de tentar encontrar uma forma de melhorar minha alimentação que eu consiga manter e sinta prazer em fazer. É difícil quando vc não consegue consumir verduras/legumes a menos que sejam processados e quando suas crises de ansiedade só pedem massas e coca cola. Mas já consegui me limitar a comer pouco das gordices e isso já é uma vitória pra mim. Antes eu comia até ficar empanzinada e dali a pouco ia comer de novo só pq eu estava vendo que tinha e não por fome. Hoje eu como o suficiente pra me satisfazer e mesmo querendo comer mais eu não empurro. Meus maiores vilões são pão e coca. Mas vou conseguir. É ainda mais difícil pq comer saudável é muito trabalhoso, mas principalmente, MUITO CARO. Vc está sendo mais uma inspiração, Gi. Obrigada. 😘

    P.s.: Só pra vc saber, eu sou a mesma Ci do Snap, apaixonada pela Loubie. 😁

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parabéns pelas conquistas Gi!! Já fiz VP no Brasil há alguns anos atrás e gostei muito. Realmente com a idade chegando rssrs (tenho 28!) cada vez mais meu foco fica na saúde. Estou pensando seriamente em me juntar aos WW aqui graças a sua inspiração. Um dos problemas que enfrentava é meu marido achar que dieta é sinônimo de comer: ovo, frango e batata doce! Era difícil ele entender que não quero fazer dieta e sim uma reeducação alimentar…enfim! Mas, já avançamos muito, desde que começamos a reeducação alimentar (faz uns 3 meses) já mandei embora 11 lbs e ele algo por volta disso também. Optamos por alimentos mais saudáveis e passamos a cozinhar mais (morar nos EUA não é fácil com as tentações a cada esquina!!). O próximo passo será nos matricular-mos na academia. Mas acho que o WW iria me ajudar muito também, principalmente por causa do apoio.
    E continuo me inspirando em você!!
    Beijos!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Nati! Nossa que bom que vcs já estão colocando a mudança em pratica! Vocês podem ir juntos a uma das localidades do WW e perguntar se podem assistir uma reunião para conhecer o programa. Eles vão tirar todas as suas dúvidas, inclusive sobre o fato de que podemos comer de tudo, apenas controlando as porções w tentando compensar as coisas. Acho que seu marido vai acabar gostando! Eu quero muito que o Josh comece, mas ele ainda não se convenceu, e essas coisas não tem jeito né? A pessoa tem que decidir senão é dinheiro jogado fora rs… Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s